7 de setembro de 2009

Eu quero ser avó.
Não quero ser mãe, quero ser avó.
Quero pular pra parte que eu vou me aposentar, cozinhar bem e fazer cupcake pros meus netinhos.


Acho que eu já falei isso.


Pensamento tão acertado como o de ontem: quero ser uma oak tree.



Ai que desgosto ter 22 anos e estar sentada num quartinho querendo ser avó ou árvore!

5 comentários:

Arthur ("São Dogbert") disse...

Pô, eu aqui há anos querendo ser pai e o que eu mais vejo são mulheres dizendo que não querem ser mães. Sei lá, não entendo.

Ana disse...

ahahahahha
Eu quero ser mãe, mas formato avó.
Não tenho nenhum problema com crianças, eu quero muito ter filhos, mas o processo de estabilização financeira é que é um saco!
Se eu fosse rica, já seria mãe! ;)

Arthur ("São Dogbert") disse...

E eu que tenho 40 anos, sou funcionário público, estável, salariozinho garantido no fim do mês, aposentadoria integral garantida (última turma com esse direito) e pretendo largar tudo, me exonerar e recomeçar do zero dando a cara a tapa na iniciativa privada?

Bota crise dos 40 nisso...

Ana disse...

ahahhahahaha =)

Isso só dura até eu arranjar alguma coisa pra fazer.
Meu problema é ficar parada ;)


Mas, hmm... Não dá pra você fazer os dois? Manter os dois trabalhos?

Arthur ("São Dogbert") disse...

Fica meio ruim de ir e voltar pro trabalho todo dia morando numa praia a 470 km da repartição. :P