26 de agosto de 2008

Dançar.

Andar sem rumo.

Twix. Açaí. Sorvete de flocos.

Água de côco.

Praia. Brisa, maresia, areia, conchinha, barcos, água salgada, sol quente.

Balanço no parquinho.

Andar descalça. Andar de havaiana.

Amélie, Polyanna.

Calcinha de meia.

Passear com a Di.

Conversa das 14h com a Cida.

Conversa de madrugada com irmã, conversa a noite com irmão.

Conversa no MSN e no fim-de-semana com mamis.

Conversa de almoço de domingo na casa da vovó Odette.

Conversas, em geral.

Colo da vovó Helena, carinho da tia Dri.

Cinema de domingo com a Júlia.

Forró do Lapa com a Aline.

Cantar pro Davi.

Brigadeiro. Palha italiana. Na panela.

Colher de madeira, colher pequenininha.

Copo fininho.

Água gelada.

Chá.

Caixas, caixinhas, potes, recipientes.

Giz, lápis, tinta, borracha, estilete, papéis, tecido, linha, máquina de costura, agulha, botões.

Cheiro de livro.

Livro, simplesmente.

Biblioteca, livraria, sebo.

Internet. Google.

Feira, feirinha, bazar, brechó.

Comer melancia na feira.

Jardim botânico.

Brincar.

Jump.

Poltrona xadrez.

Camas e janelas.

Bichinhos de pelúcia, almofadas, travesseiros.

Lírios e jasmins.

Branco.

Colorido.

Amor, por quantas pessoas for possível.

Dar as mãos.

Cheiro.

Música.

Argila.

Pintura, performance, escultura, filme, desenho, teatro, dança contemporânea.

Museu. Galeria. Cinema.

Olhar pro horizonte.

Pessoas. Muitas pessoas (mas aos poucos).

Criança. Neném.

Sorrir, rir.

Arte (independente do seu conceito).

2 comentários:

mim disse...

lindo. despretenciosamente lindo.

mim disse...

ainda aasim deveria ser feito de anas :)